As rádios emitem em várias frequências. Estes episódios, contudo, situam-se numa frequência diferente, não uma de rádio, mas de radio. Como em Radioterapia. Episódios de um tratamento oncológico (à suivre)
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2012

O  coracao é uma metafora.

Ter cancro no coracao agudiza-me a consciencia disso, hoje mais do que nunca. Tenho finalmente o coracao maior do que a cabeca, gracas ao cancro e ao fluido que me enche o peito e me oprime os pulmoes e o resto dos orgaos todos ali da zona até ao figado.

Vi-o pela primeira vez na ecografia. Um estranho tumor branco que se agarra à parede do meu coraçao.

(Podia arrancar agora com metàforas infinitas)

Nao sei quanto tempo me resta, quanto tempo vai levar para ele abraçar o resto do orgao, até o forçar a parar de bater. De uma forma inesperada, este coracao està mais vivo agora do que hà um ano atràs. Està maior agora do que sempre esteve. Està mais livre, mais aberto, e mesmo com um tumor que o sufoca sente-se menos oprimido. É este o poder das metàforas. Isso e intelectualizar-se uma situaçao, puxando para a literatura, para a arte, para a vida, em vez de se abandonar ao dramatismo.

 

(Posto ainda do hospital. Quando estiver na minha casinha respondo como deve de ser aos vossos comentarios -mas para ja queria dizer-vos o quanto fico contente de vos ter a todos ao meu lado, de sentir a força que vem de cada um de vocês, de me sentir acompanhada de ondas de pensamento positivo e boa energia. Uma vez o Dr Lambard disse-me que nao podia lutar sempre sozinha. Eu sorri para dentro e nao respondi, porque era complicado explicar-lhe isto das energias, das amizades cibernéticas, do me sentir acompanhada por pessoas que me querem bem mas que eu nunca vi... Nao sei se me tornei um bocado mistica, mas acredito no -e sinto mesmo- valor da vossa presença na minha vida, na minha luta. Um simples obrigada nao chega.)

publicado por Silvina às 12:19

Sabes o que era mesmo giro, giro? Teres a oportunidade de um dia nos conheceres a todos pessoalmente. Numa mega festa. Isso sim era de coração cheio <3
O Blog da Mafaldinha a 21 de Setembro de 2012 às 12:26

Eu alinho nessa festa e aviso já que levo uma garrafa de champanhe do bom :)
Felina a 21 de Setembro de 2012 às 13:05

Nada de obrigadas, porque penso que todas as pessoas que aqui vê levam algo também. Acho que instrinsecamente assinámos um compromisso de luta. E é isso que temos que continuar a fazer. Tu e todos nós. Estou na claque, todos os dias. Também me podia parecer estranho sentir isto por alguém que nunca vi, mas sei o porquê de sorrir cada dia que tu pedalas. Um beijinho e estamos nessa ;)
ana a 21 de Setembro de 2012 às 13:13

Há coisas que não se agradecem, simplesmente porque são dadas com amor.
Estamos aqui sempre junto de ti.
Beijinhos grandes, muitos da
Maria e do Mário
Maria e Mário a 21 de Setembro de 2012 às 13:35

Eu não tenho dito nada, porque não sabia mesmo o que escrever e tudo me soava a pouco e a lugares comuns. eu nestas coisas falo por abraços e isso rouba-me as palavras.

abraço-te e digo que se depender de energia e pensamentos positivos, então vai já pensando nas próximas férias que a recuperação está aí ao virar da esquina.

força. tu vais conseguir.
Sandra a 21 de Setembro de 2012 às 13:54

Silvina,
Que mais haverá para te dizer?
Sabes que estamos e estaremos sempre aqui contigo, a milhares ou centenas de quilómetros, que importa?
A nossa energia, o nosso pensamento está em ti, nessa tua admirável capacidade de lutar, de pedalar pela vida...
Julgo não estar errada, quando digo no plural, que continuamos a admirar-te e a acreditar...
Ah! E a amizade não se agradece, porque os amigos são para as ocasiões!

Um beijo e um abraço do tamanho do mundo!
o que procuro a 21 de Setembro de 2012 às 14:05

Silvina,
Já sabes que estamos aqui para o que der e vier e que te queremos muito bem. Ainda bem que sabes, e ainda bem que te dá força. Estas coisas não se explicam. Eu também não sei bem explicar esta onda de preocupação e de bem querer que atravessa um conjunto de 'estranhos', mas é muito verdadeira.
Torço sempre por ti, e por esse teu coração enorme (enorme já era, escusava era de ser literal).

Um abraço,
Eu
Eu a 21 de Setembro de 2012 às 14:07

Também alinho na festa, apesar de ser uma das sortidas que te conhece pessoalmente.

Um beijinho chérie.

Como alguém disse, a claque está aqui cheia de força e convicção
Susana Neves a 21 de Setembro de 2012 às 14:17

Não te conheço, mas quero-te muito bem. :)
Marlene a 21 de Setembro de 2012 às 14:19

A melhor forma com que nos agradeces é todos os dias manteres essa genica e essa força toda!

Há energias e presenças que não se conseguem explicar mas são tão reais!

Beijocas e bom regresso a casa!
Naná a 21 de Setembro de 2012 às 14:21

Eu só sei dizer que alinho. Onde é que tenho de ir? (MAS ESTOU MESMO A FALAR A SÉRIO) Um dia prometi isso e não quero falhar.

Vá! :)

iSABEL a 21 de Setembro de 2012 às 18:10



mais sobre mim
pesquisar
 
Translation(s)
Últ. comentários
Desculpe mas percebeu mal: Tout va bien como uma e...
ainda bem que as coisas se resolveram e ela agora ...
Ja não. Tout va bien.
Ela ainda está em tratamento?
Faz por estes dias um ano que recebi um postal de ...
Tens-me feito tanta falta...beijinhos, muitos muit...
Radio Alertas




Partilhe a sua historia
Radio friendly Pub'


Kiva - loans that change lives

Estúdio Tatuagem Blood Oath Tattoos

Todas as palavras de Amor

Bau da Aurora artesanato

Mimos de Crochet


Creative Commons Licence