As rádios emitem em várias frequências. Estes episódios, contudo, situam-se numa frequência diferente, não uma de rádio, mas de radio. Como em Radioterapia. Episódios de um tratamento oncológico (à suivre)
Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Este post da Cocó...

 

"Conversa com duas amigas no messenger:

Eu: Estou tão cansada. Acho que tenho um cancro. Mal consigo levantar os braços. Amanhã vou fazer análises.
A: Já te está a cair o cabelo?
Eu: Não, ainda não comecei a fazer quimioterapia...
A: lololololol. Agora ri-me mesmo.
Eu: Se tivesse vocês ficavam tristes? Choravam?
A: Era capaz.
Eu: Iam comigo aos tratamentos?
A: Se a S. me desse boleia...
Eu: Olhavam pelos meus meninos?
A: F***-se! Isso não!
S: Vocês não estão a ter esta conversa parva, pois não? Cansaço não é cancro. Começa com c mas não é a mesma coisa, pá.
A: Se tiveres cancro é onde?
Eu: Com este cansaço todo, deve ser leucemia...
A: Ah. Olha, então quando tiveres os resultados vê se não pões no blogue, está bem? Diz-nos primeiro. Vais onde, fazer as análises?
Eu: Vou à Cuf.
A: E eles dizem logo: pumba, cancro.
Eu: ahahahah
A: Pumba: podes esquecer o freelance
A: Pumba: três filhos orfãos de mãe
S: Só espero que amanhã a esta hora as lágrimas não nos estejam a escorrer pela cara abaixo.
A: Porra. Estás parva?
S: Porque eu vou ficar muito triste, sim
A: Mas alguém falou em cancro?
S: E vou chorar, sim
A: Não tens sentimentos?
S: P*** de m****
A: C******
S: F***-se

Acho que, se falarmos e gozarmos com estas coisas, elas fogem. Pelo menos nós gostamos de acreditar que sim. Não há melhor que falar do medo para ele meter menos medo.
" (excertos)

 

...gerou 28 comentários, alguns dos quais muito chocados com o teor da conversa, com o gozo descarado com o cancro (palavra, situação, doença). Tão escandalizados, que motivaram outro post de desculpas.

 

Devo dizer que me ri a bom rir, não me transtorna, não me abala, não me faz infeliz. Sempre gostei de humor negro, aliás, uma das private jokes deste inverno foi:

"Epá, ao contrário dos outros anos, este ano ainda não me constipei, nem apanhei gripe, nem nada! Só cancro."

Rir é tão bom.

 

 

 

publicado por Silvina às 23:16


mais sobre mim
pesquisar
 
Translation(s)
Últ. comentários
Desculpe mas percebeu mal: Tout va bien como uma e...
ainda bem que as coisas se resolveram e ela agora ...
Ja não. Tout va bien.
Ela ainda está em tratamento?
Faz por estes dias um ano que recebi um postal de ...
Tens-me feito tanta falta...beijinhos, muitos muit...
Radio Alertas




Partilhe a sua historia
Radio friendly Pub'


Kiva - loans that change lives

Estúdio Tatuagem Blood Oath Tattoos

Todas as palavras de Amor

Bau da Aurora artesanato

Mimos de Crochet


Creative Commons Licence