As rádios emitem em várias frequências. Estes episódios, contudo, situam-se numa frequência diferente, não uma de rádio, mas de radio. Como em Radioterapia. Episódios de um tratamento oncológico (à suivre)
Sexta-feira, 05 de Agosto de 2011

Noutro dia li um post do Felipe que me susteve a respiração. Afinal isto que tenho vindo a sentir é uma fase. Passa, eventualmente. Quero de volta a normalidade e a segurança de saber que posso entender o outro sem o recriminar, sem me sentir magoada. Quero que esta suavidade nas relações apareça rápido. Para poder recontruir o que foi afectado e estabelecer novas conexões. No man is an island, já dizia o outro. Em baixo, um excerto do tal post do Felipe:

 

Estava até conversando sobre isto com uma amiga, que o maior desafio do câncer é o aspecto emocional. Como é uma doença de longo prazo, que tem muitas intercorrências, onde você lida direto com a questão de vida/morte, tem que ter uma forte estrutura psicológia/emocional para aguentar o baque.

E este baque não se aplica somente ao paciente de câncer, mas a toda a sua família e pessoas que estão a sua volta.


Ás vezes a gente fica até um pouco egoísta, pois passamos a viver em função da doença, muitas vezes não podemos trabalhar e todas as necessidades das outras pessoas que convivem ao nosso redor, muitas vezes não conseguimos visualizar e atender devido ao estado de fragilidade em que nos encontramos.


A gente estar bem já é difícil, quanto mais pensar nos outros.  Por outro lado, muitas vezes ficamos mais sensíveis e conseguimos entender melhor os outros, ser mais tolerante, enxergar a vida por outro ângulo, o que acaba por dar uma qualidade nos relacionamentos que antes não tínhamos.


Também acontece que pelo fato de você estar doente, quer dizer em tratamento, querer a atenção das outras pessoas e até se chatear se isto não acontece.  Sabe eu Graças a Deus já passei desta fase.  Com o tempo e as diversas coisas que acontecem você começa a compreender que o mundo gira, e não gira ao seu redor, que as pessoas tem seus afazeres e não dá para elas te darem aquela atenção sempre.  Você começa a aceitar de bom grado as manifestações de carinho da forma em que elas vêm e não da forma que você quer impor ou exigir. Tudo começa a ficar melhor e mais suave.

 

 

* Da expressão "en faire tout un fromage"...

publicado por Silvina às 14:24


mais sobre mim
pesquisar
 
Translation(s)
Últ. comentários
Desculpe mas percebeu mal: Tout va bien como uma e...
ainda bem que as coisas se resolveram e ela agora ...
Ja não. Tout va bien.
Ela ainda está em tratamento?
Faz por estes dias um ano que recebi um postal de ...
Tens-me feito tanta falta...beijinhos, muitos muit...
Radio Alertas




Partilhe a sua historia
Radio friendly Pub'


Kiva - loans that change lives

Estúdio Tatuagem Blood Oath Tattoos

Todas as palavras de Amor

Bau da Aurora artesanato

Mimos de Crochet


Creative Commons Licence