As rádios emitem em várias frequências. Estes episódios, contudo, situam-se numa frequência diferente, não uma de rádio, mas de radio. Como em Radioterapia. Episódios de um tratamento oncológico (à suivre)
Quinta-feira, 01 de Setembro de 2011

O saber popular continua a ter razão, uma desgraça nunca vem só. Durante a semana do demo, em que fiz um TAC, ecografia a toda a zona abdominal, PETscan, consulta de radioterapia e outra de cirurgia, em que deixei de dormir os meus sonos recentemente alinhados com a dita normalidade das 8h por noite, depois de vários sobressaltos, ouvi o que não queria: tenho dois novos tumores, um num gânglio linfático na nuca e uma metástase no pulmão esquerdo. Fun!

 

Portanto faca comigo já na terça que vem, para tratar da saúde ao gânglio, desta vez com anestesia local. Assim que a zona cicatrizar, inicio mais um ciclo de radioterapia na nuca, mas desta vez são só 3 semanas, e obriguei o médico a prometer-me que não ia custar tanto como da última vez. Ele disse que não. Desta vez os efeitos secundários são mais light, devo ficar cansada e com uma pelada na nuca. Há coisas piores, com peladas e carecas posso eu bem.

 

A questão do pulmão é a grande incógnita. O meu médico Lambard acha que se deve vigiar e o meu cirurgião acha que se deve operar. Cada um puxa a brasa à sua sardinha. Depois perguntaram-me a minha opinião, um dia depois de eu saber da novidade. Óbvio que fiquei um bocado abananada, porque só de ouvir falar de "metástase" e "pulmão" a pessoa treme toda por dentro. Mas eles insistiram, que a minha opinião era importante, que o corpo é meu, que eu conheço bem o meu corpo e tenho uma palavra a dizer. Tudo verdade, mas difícil é sair do estado abananado em menos de 24h e ter uma opinião formada.

 

Regardless, o meu instinto diz-me para operar, o mais rápido possível. Então respirei fundo, e disse-o ao médico. Disse que preferia nem esperar pelo fim da radioterapia, que prefiro que seja tudo ao mesmo tempo, que eu aguento. Entretanto vim passar uma semana à pátria. Quando voltar para Paris saberei o veredicto.

 

publicado por Silvina às 10:48

Tenho andado por cá, mas não tenho sabido o que dizer... Só quis que soubesses que continuo deste lado a torcer por ti. E que vale a pena lutar, mais uma vez.
Eu a 2 de Setembro de 2011 às 13:00

Olá Eu, mesmo não sabendo o que dizer, disseste o que era preciso! :)
Obrigada pela força, um grande beijinho*
Silvina a 8 de Setembro de 2011 às 11:38



mais sobre mim
pesquisar
 
Translation(s)
Últ. comentários
Desculpe mas percebeu mal: Tout va bien como uma e...
ainda bem que as coisas se resolveram e ela agora ...
Ja não. Tout va bien.
Ela ainda está em tratamento?
Faz por estes dias um ano que recebi um postal de ...
Tens-me feito tanta falta...beijinhos, muitos muit...
Radio Alertas




Partilhe a sua historia
Radio friendly Pub'


Kiva - loans that change lives

Estúdio Tatuagem Blood Oath Tattoos

Todas as palavras de Amor

Bau da Aurora artesanato

Mimos de Crochet


Creative Commons Licence