As rádios emitem em várias frequências. Estes episódios, contudo, situam-se numa frequência diferente, não uma de rádio, mas de radio. Como em Radioterapia. Episódios de um tratamento oncológico (à suivre)
Terça-feira, 06 de Dezembro de 2011

Primeiro dia de radio. Sala de espera quase deserta, excepto um velhote que me olha com ar inquiridor e uma senhora de meia idade numa cadeira de rodas e olhar vazio. Lê uma revista. Eu penso no Dr Lambard, quando deveria estar a meditar sobre a minha condição de doente radio-oncológica.


(entro na sala de radioterapia em bikini, deito-me mas não estou na praia, refilo porque tenho frio)


E quando a maquina começa a girar à minha volta, as terríveis interrogações invadem-me a cabeça, mais uma vez. "Porquê eu?" "Será que isto vai funcionar?" "E se não funcionar?" "Devia estar a sentir os raios, devia estar a visualizá-los a atravessarem o meu corpo e a queimarem as células cancerígenas..." "Devia, mas não estou." "Merda."


Saí da sala de tratamentos com vontade de chorar. Começou tudo outra vez.


(puxei o fecho do casaco até acima e fui-me embora, a pé para casa, debaixo de uma chuva miudinha)

publicado por Silvina às 00:56

Força, Muita Força.
Estou a fazer figas, tudo vai funcionar.

Beijos enormes

P.S.- sei que não me conhece, que não sou ninguém na sua vida, mas estou aqui em Portugal a enviar força e torcer para que tudo corra bem (chorar faz bem, ajuda, limpa a alma e liberta um bocadinho a pressão no coração, chorar não é ser fraco)
Rita Varela a 6 de Dezembro de 2011 às 01:31

Coragem e ânimo para enfrentar e dar luta às células maradas.

Desejo-lhe tudo de bom. Esperança que dias melhores virão.

Um beijinho com muita ternura

Helena
Helena a 6 de Dezembro de 2011 às 10:22

Abracinho ternurento da,
M.
Anónimo a 6 de Dezembro de 2011 às 10:35

Ah, miúda forte! Pensa nisso como uma sessão de bronzeamento artificial. ;) Diz-me uma coisa, já pensaste em complementar estes tratamentos convencionais com alguma medicina alternativa? Medicina chinesa, por exemplo? Um beijinho, e muuuuuuuuuita força!
Susana a 6 de Dezembro de 2011 às 12:10

Hello Susanita, sou mesmo leiga nessas matérias... Acupuntura experimentei para emagrecer, mas não notei nenhum efeito. Mas se conheces alguns tratamentos alternativos fixes balança ideias, não tenho nada a perder em experimentar...
Um grande beijinho*
Silvina a 9 de Dezembro de 2011 às 17:15

Silvina, aqui por Portugal há uma clínica de medicina chinesa que tem imensa fama, e o "médico" responsável por ela é muitas vezes convidado a dar entrevistas na televisão. Eu nunca fui muito dada a medicinas alternativas, mas a verdade é que o sr. inspira-me alguma confiança. Tenho ouvido falar bem. Não sei se há algum tipo de representação aí em França, mas talvez contactando a clínica portuguesa eles te possam dar alguma orientação. O site é este: http://www.clinicaspedrochoy.com/

e aqui está o tal senhor a dar uma entrevista na sic notícias http://www.youtube.com/watch?v=7KcMWbCDiSA/

Beijinho ;)*

Susana a 10 de Dezembro de 2011 às 11:52

Ola Susana, obrigada pelas dicas. Ha uns anos fui a uma clínica Choy fazer uns tratamentos para emagrecer. Perdi 3kgs, mas não sei se foi da dieta (estrita, custou tanto!), se foi da acupuntura... ;)
Vou-me informar aqui "na" França, e também ver melhor que efeitos tem a acupuntura na redução de stress e insónias.
Bisous!
Silvina a 12 de Dezembro de 2011 às 19:25

Eu gosto de acreditar que cada um carrega apenas a cruz que consegue. Só uma mulher forte e cheia de coragem como acredito que a Silvina seja para ter de ultrapassar esta vicissitude. É um privilégio poder lê-la, poder sentir as suas palavras e através delas dar força aos que em situações semelhantes nos rodeiam.
A. a 6 de Dezembro de 2011 às 14:17

sem palavras... :(
mas quero que saibas que te estou a seguir, e a fazer força deste lado para que tudo corra pelo melhor...
beijinhos da Isabel.
Monóloga a 6 de Dezembro de 2011 às 21:53

força, querida. é injusto, mas se estás cá, é porque vale a pena estares. força nisso!
Maria Gata a 8 de Dezembro de 2011 às 02:17

O que mais impressiona Silvina, é, apesar de tanto sofrimento, a tua enorme coragem, o teu carácter vincado, a tua personalidade tipo "antes quebrar que torcer"! Que grande lição de vida tem tem sido o teu percurso. Mesmo nos dias mais sombrios, tristes, chuvosos, mantens a tua vontade forte em dar luta a esse inimigo terrível que se cruzou contigo há cerca de 3 anos!!!
A cadeia dos que te apoiam está a engrossar a olhos vistos e isso, não sendo por si só um antídoto, é um forte movimento de estímulo e consolação que nesta fase da tua vida é deveras importante! Sou um desses laços dessa fortíssima cadeia!!!
Bj muito carinhoso com desejos de muita energia e rápidas melhoras!!!
P.S. "Moca..." está à nossa espera!!!
Fortaleza a 8 de Dezembro de 2011 às 16:46

Obrigada a todos pelos comentários, pela força que me chega através das vossas palavras, que contam muito. Contam sempre. Obrigada pelas energias positivas!
Beijinhos e abraços*
Silvina a 9 de Dezembro de 2011 às 17:16



mais sobre mim
pesquisar
 
Translation(s)
Últ. comentários
Desculpe mas percebeu mal: Tout va bien como uma e...
ainda bem que as coisas se resolveram e ela agora ...
Ja não. Tout va bien.
Ela ainda está em tratamento?
Faz por estes dias um ano que recebi um postal de ...
Tens-me feito tanta falta...beijinhos, muitos muit...
Radio Alertas




Partilhe a sua historia
Radio friendly Pub'


Kiva - loans that change lives

Estúdio Tatuagem Blood Oath Tattoos

Todas as palavras de Amor

Bau da Aurora artesanato

Mimos de Crochet


Creative Commons Licence