As rádios emitem em várias frequências. Estes episódios, contudo, situam-se numa frequência diferente, não uma de rádio, mas de radio. Como em Radioterapia. Episódios de um tratamento oncológico (à suivre)
Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011

Voilà, já está, já estou em casa. Nunca pensei que fosse tão rápido. Levaram-me para o bloco, tirei os brincos, pulseiras e anéis, vesti a bata clássica de bloco com as pantufas e a rede no cabelo e siga para a sala de operações. Desta vez levei as lentes de contacto, o que me permitiu ver tudo ao pormenor ao contrário das outras vezes. Claro que tive que fazer um esforço enorme para não saltar da mesa de operações e desatar a correr dali para fora, mas o Dr. Greg, fofinho como sempre, lá fez umas piadas e acalmou-me os nervos. Desta vez não falou com voz de bebé, mas pouco faltou. Ainda lhe pedi para ele se esmerar e fazer uns pontinhos bonitos, tá bem que são só três, mas isto no pescoço querer-se ligeirinho. Finalmente vi um gânglio ao vivo e a cores, assim que ele o tirou eu pedi logo para ver. Parecia uma pequena pérola branca, olhei-o bem nos olhos (que é como quem diz) e pensei: "só espero que não tenhas cancro, tu também!"

 

Agora é esperar uma semana pelos resultados. E não posso lavar o cabelo durante uma semana... (olá shampoo seco da Klorane!). E esperar que não tenha dores, e realizar que acabei de ser operada (!!!) pela OITAVA vez (!!!).

publicado por Silvina às 16:03

Um grande beijinho e os desejos que tudo corra pelo melhor.

As melhoras

Helena
Helena a 16 de Dezembro de 2011 às 16:37

Obrigada Helena. Um grande beijinho tb para ti*
Silvina a 18 de Dezembro de 2011 às 13:15

Depois de ler a tua narrativa, só me ocorre dizer: F#$&-se.
Todas as outras palavras me parecem cretinas.
Muita, muita força para ti.
Ana C a 16 de Dezembro de 2011 às 17:43

Adoro os teus adjectivos! ;)
Obrigada pela força, um beijinho*
Silvina a 18 de Dezembro de 2011 às 13:16

Caramba... outra vez! Não sei onde vais procurar tanta força, mas ainda bem que a encontras, e que continues sempre a encontrá-la. Ao menos o sistema de saúde parece super-eficaz, da maneira como o descreves - foi tão rápido que nem deve ter dado tempo de pensar muito! Boas melhoras e ainda bem que a Klorane inventou um champô seco! :P
Eu a 16 de Dezembro de 2011 às 18:58

Nem tive tempo de pestanejar ou de pensar em dizer "Não quero!". Quando dei por mim já estava no bloco... eheh
Um beijinho natalício*
Silvina a 18 de Dezembro de 2011 às 13:18

ainda bem que foi tão rápido desta vez... do mal o menos, né?
esperemos agora resultados animadores!
beijinhos
Monóloga a 16 de Dezembro de 2011 às 23:01

A espera, sempre a espera... Desta vez devo ter que esperar uma semana. Entretanto faço figas.
Um beijinho*
Silvina a 18 de Dezembro de 2011 às 13:19

Silvina, desculpa-me se estou a ser indiscreta, e nem precisas de me responder, mas tenho de te fazer esta pergunta: onde está a tua família no meio disto tudo? Os teus amigos? Não te oiço falar deles, e parece-me que estás a viver esta situação de maneira excessivamente solitária.

Entretanto, pensa positivo, pelo menos esse malandro não te morde mais ;)

Susana a 17 de Dezembro de 2011 às 14:31

Ah, e entretanto, deixa-me falar-te do caso de uma prima minha - cerca de 40 anos, cancro da mama. Primeito removeu uma mama, depois teve de remover a outra. Depois, removeu sinais. Removeu, removeu, removeu. Hoje, está óptima: 50 e muitos anos, e uma saúde de ferro!
Susana a 17 de Dezembro de 2011 às 14:34

Isso é que é preciso, também tento pensar que isto um dia terá um final feliz. Gosto de exemplos animadores como o da tua prima, obrigada por partilhares! Quanto à tua outra questão, é complexa... :)
Um beijinho*
Silvina a 18 de Dezembro de 2011 às 13:22

Espero, sinceramente, que não haja gente a "escudar-se" em desculpas esfarrapadas para não estar contigo em momentos como estes. Espero mesmo.

E se for esse o caso, e essas pessoas porventura estiverem a ler este comentário, só tenho isto para elas: não há nada, MAS NADA, que justifique essa vergonhosa atitude.

Se o caso não for esse, então o barrete não servirá a ninguém, e não há problema nenhum em que eu o tenha feito.

Beijinho virtual ;)*
Susana a 18 de Dezembro de 2011 às 14:46

Estamos por aqui a torcer.Muito e muitas vezes!

Bjos

Cláudia
Cláudia S. a 17 de Dezembro de 2011 às 21:11

Obrigada pelo apoio Cláudia! Um grande beijinho*
Silvina a 18 de Dezembro de 2011 às 13:22

Minha querida Silvina,
Sempre a seu lado!
Abraço afectuoso.
M.
M. a 18 de Dezembro de 2011 às 17:33

Já tinha pensado, na questão que a susana colocou da tua família e amigos... No entanto não acredito que estejas sózinha, sem apoio, se não não estarias tão "bem disposta". Apesar de tudo consegues manter o bom humor para escrever aqui! De certeza que alguém te apoia miúda!
Eu sou muito depressiva, e com um problema 100 vezes menor do que o teu não estava de certeza a fazer posts "descontraidos".
Com o teu positivismo vais vencer.
Tem força!
Beijinhos
Heidi
http.www.ilusaodoparaiso.pt
Anónimo a 18 de Dezembro de 2011 às 21:08

Olá Heidi, eu tenho pessoas que me apoiam, e muito, mas o problema é que nem sempre estão à distância de um abraço...
Claro que posso sempre pegar no telefone e ligar, mas não é a mesma coisa...
Um beijinho*
Silvina a 21 de Dezembro de 2011 às 15:30

a fazer figas para que esteja limpo desta vez ;)
Força e abraço grande
sb a 19 de Dezembro de 2011 às 10:32



mais sobre mim
pesquisar
 
Translation(s)
Últ. comentários
Desculpe mas percebeu mal: Tout va bien como uma e...
ainda bem que as coisas se resolveram e ela agora ...
Ja não. Tout va bien.
Ela ainda está em tratamento?
Faz por estes dias um ano que recebi um postal de ...
Tens-me feito tanta falta...beijinhos, muitos muit...
Radio Alertas




Partilhe a sua historia
Radio friendly Pub'


Kiva - loans that change lives

Estúdio Tatuagem Blood Oath Tattoos

Todas as palavras de Amor

Bau da Aurora artesanato

Mimos de Crochet


Creative Commons Licence