As rádios emitem em várias frequências. Estes episódios, contudo, situam-se numa frequência diferente, não uma de rádio, mas de radio. Como em Radioterapia. Episódios de um tratamento oncológico (à suivre)
Segunda-feira, 05 de Março de 2012

Consulta de corredor com o Dr Lambard, que me incita a não viver em função da doença e a fazer agora o que eu sempre quis fazer na vida. Eu respondi-lhe que já vivo a vida assim, que faço o que quero (o que é uma meia verdade, faço o que quero quando posso -e com quem posso). Há pessoas que vão fazer voluntariado, outras que mudam de emprego e de vida; eu cheguei a casa e fui pesquisar bilhetes de avião. Viajar, evadir-me, ser outra por momentos, é a minha cena.


Por um lado gostei que ele me tivesse dado trela, para andar por aí a fazer o que me apetece. Por outro lado, aquele aproveita "agora" revela a possibilidade do "agora, porque depois já não vais poder". E eu quero poder ter rédea solta o resto da vida. E não só agora, enquanto a próxima recidiva não chega. O Lambard é amoroso, mas acho que ele às vezes nem faz ideia do impacto que as palavras dele têm em mim. Para o bem e para o mal, ele balança-me, destabiliza-me e conforta-me ao mesmo tempo.


[Acho que o próximo destino vai ser assim bombástico. "Agora" nada me pára.]

publicado por Silvina às 21:53

Adorei :) também chafurdo o significado do que dizem os médicos (então nas consultas da mamãe tinham de fazer bonecos, quase). Esse "agora" dele bem podia ser dito para todo mundo, bastando trocar o "doença" por outra limitação à escolha (trabalho, dinheiro, filhos). Pensa que foi o que ele quis dizer (e acho que foi, mesmo).

Gosto muito do teu blog, Silvina. Ajuda-me a entender uma série de coisas.
Melissa a 6 de Março de 2012 às 14:14

Obrigada querida Melissa. Também gosto do teu, e gosto especialmente das cronicas do encolhimento :)
Um beijinho*
Silvina a 13 de Março de 2012 às 14:44

O 'balança-me e destabiliza-me' soa-me bastante bem ;) - mexe connosco, empurra-nos, tira-nos da zona de conforto, obriga-nos a agir, a quebrar regras, a ousar, a ser feliz AGORA. Soube ontem, quando tinha acabado de confirmar reservas de voo já feitas. FOGO, há coincidências do caraças! Ontem, 3 horas antes e tinhas mais 2 penduras se quisesses. Já tinhamos falado em te desafiar mas achámos que talvez não fosse o momento de te desinquietar. Erramos. 'Estava escrito' que não tinha de ser. Tenho pena mas também a certeza que gozarás grande momentos e trarás muitas histórias para partilhar. Força! Beijo grande
SB
Anónimo a 6 de Março de 2012 às 16:50

Realmente foi pena, e fico triste por não ter duas penduras tão fixes!... Mas fica já combinado jantar e troca de fotos quando eu voltar à pátria amada! ;)
Um grande beijinho*
Silvina a 13 de Março de 2012 às 14:45

Ter um médico em que se confia e que é amoroso e giro como o Jude Law não deve ser a coisa mais fácil de gerir... Para mim, de certeza, não seria! :-P

Que tal ver o "agora" como "sem ser condicionada pelo cancro"? Não deixares de fazer as coisas só por estares doente? Não tem de ser porque depois não podes, mas se for, e como já te disseram acima, esse é um argumento que se aplica a mil e uma situações para além da doença.

Viajar, a mim, também faz muito bem. Areja a mente, torna os problemas pequeninos e distantes, e tudo o que vemos nos enche a alma e ajuda a cicatrizar feridas. Vai, escolhe um destino fantástico e depois deixa-nos roídos de inveja e desejosos de ler as tuas impressões de viagem :-)
Zu a 6 de Março de 2012 às 22:16

Eheheheh já foi mais difícil de gerir este médico, agora já o consigo pôr no lugar! ;)
Espero conseguir escrever muito sobre a viagem, e pôr aqui algumas fotos de bradar aos céus de tão nojentas e paradisíacas que são!
Um beijinho*
Silvina a 13 de Março de 2012 às 14:48

A resposta fácil agora era que todos nós devíamos viver o agora porque atravessamos muitas ruas e passamos debaixo de diversos escadotes. Mas não é assim. É lixado mesmo. Desejo muito que possas disfrutar de todas as viagens a que tens direito e ainda mais algumas que nem estavam na tua lista de destinos a não perder. Posso cravar postais?
gralha a 7 de Março de 2012 às 09:44

Sim! Crava, que eu mando! Se quiseres manda mail com a tua morada para o episodiosderadio[at]sapo[.]pt
:)
Um beijinho*
Silvina a 13 de Março de 2012 às 14:49

olá! primeiro fiquei chocada, porque sou sensivel, demasiado realista, por vezes até pessimista... depois fiquei a pensar. e cheguei à conclusão que ele tem é razão!
NINGUÉM prevê o futuro, e na tua situação a tendência poderia ser baixar os braços, desistir de viver, não te divertires... e deves fazer precisamente o contrário. ele tem razão! tu és inteligente, interessante, corajosa e estás a ser massacrada por essa doença! MERECES viver, aproveitar, desfrutar das coisas boas da vida, divertires-te.
na verdade, esse é um conselho positivo, e que serve para todos nós também. cada um com os seus problemas, mas deviamos por vezes pô-los de lado, especialmente se nos estão a impedir de usufruir das coisas boas da vida.
esse médico para além de parecer sair dum episódio de série televisiva (de giro que é), também é inteligente! :D
fico à espera de saber qual vai ser o próximo destino de viagem!!
beijinho e abraço muito apertado.
Monóloga a 7 de Março de 2012 às 23:04

é um espertinho, este médico... Quando há um ano acabei os tratamentos fiquei completamente paralisada de medo, entrei numa espiral depressiva e foi difícil de sair. No fundo, baixei os braços. Desta vez vou tentar não fazer isso. Vou aproveitar mais, e sinto-me muitoooo mais confiante em mim própria do que há um ano atrás. Ainda não vou revelar o destino, surprise!... ;)
Um grande beijinho*
Silvina a 13 de Março de 2012 às 14:52

:)
é isso mesmo...pensamento positivo, espirito positivo e para a frente é que é o caminho!
beijinho grande também para ti!
Monóloga a 13 de Março de 2012 às 19:51

eu também gostava do postalinho, mas tenho vergonha de cravar...
oh, esquece lá... também deves ter muitos postais para escrever... diverte-te e vai publicando fotos que eu vou-te seguindo... :)
bisous
Monóloga a 13 de Março de 2012 às 19:54

Um beijinho e um sorriso :) Sem mais palavras.
Ana a 9 de Março de 2012 às 23:45

Obrigada Ana, estava a precisar...
Um beijinho*
Silvina a 13 de Março de 2012 às 14:52



mais sobre mim
pesquisar
 
Translation(s)
Últ. comentários
Desculpe mas percebeu mal: Tout va bien como uma e...
ainda bem que as coisas se resolveram e ela agora ...
Ja não. Tout va bien.
Ela ainda está em tratamento?
Faz por estes dias um ano que recebi um postal de ...
Tens-me feito tanta falta...beijinhos, muitos muit...
Radio Alertas




Partilhe a sua historia
Radio friendly Pub'


Kiva - loans that change lives

Estúdio Tatuagem Blood Oath Tattoos

Todas as palavras de Amor

Bau da Aurora artesanato

Mimos de Crochet


Creative Commons Licence