porra, tu escreves tão bem..há uma dualidade de sentimentos enquanto te leio que consiste em sentir-me, simultaneamente, mais triste e vulnerável e mais livre, menos pesada. essa escrita desempoeirada é invejável, é um dom. um abraço e espero continuar a ler-te durante muito mais tempo.
Inês Barros a 13 de Novembro de 2012 às 16:55

Querida Inês, agora acertaste em cheio. Nunca tinha pensado muito nisso, mas o que descreves é exactamente como me sinto quando escrevo. é algo que na maior parte das vezes me faz sofrer, e custa a sair, mas depois liberta. E agora veio-me à cabeça "And the truth shall set you free". é mais ou menos isso...
Um grande beijinho*
Silvina a 17 de Novembro de 2012 às 11:51

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.