Olá miúda.
Acho que o medo é inevitável. Pode é ser, mais ou menos, controlável.
Só agora, que vivo a minha experiência pessoal com o cancro, é que percebo porque é que a minha mãe ficou com uma enorme depressão apesar deter vencido um.
Quanto à tomada de decisões, tenta não ponderar tanto. Ninguém sabe o dia de amanhã, nem a malta que nunca esteve doente.

Beijocas grandes

PS Vais ver que os resultados vão ser os melhores
Susana Neves a 6 de Maio de 2011 às 09:29

Obrigada pelo teu comentário Susanita. Percebo perfeitamente o porquê da depressão da tua mãe. é extremamente difícil voltar a ser como antes, felizes como éramos antes do cancro. Eu não era completamente feliz antes, e não romanceio essa altura, mas tinha saúde. E isso muda tudo. Ando a conseguir controlar o medo, nem sei bem como. Há um mês atrás achei que a menos de 20 dias dos exames só me ia conseguir aguentar em pé com ansiolíticos ou outro tipo de comprimidos. Afinal não. E isso é surpreendente e faz-me sentir bem e estar confiante :) Um beijinho* *
Silvina a 8 de Maio de 2011 às 00:19