É isso que me tem faltado, Silvina! Como te entendo! O sol que nos aquece a alma, o cheiro a terra molhada, o chilrear dos passarinhos, o som da água corrente, um vento suave que nos acaricia as faces...
Ah, Silvina, isso é estar vivo, sim, e é muito bom!

Um beijo grande, amante da Natureza
Margarida Faro a 18 de Outubro de 2011 às 02:17

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.