Sabes que nunca tenho dificuldade com as palavras (pelo menos as escritas). Mas chego aqui e fico engasgada com o tamanho de tudo isto, da tua escrita, do que me transmites de forma tão despretenciosa. Daí entender quando falas das pessoas que se assustam.
À medida que fui crescendo, caindo e aprendendo e caindo e aprendendo de novo (pois isto de cair sem aprender, é coisa para me deixar furiosa), fui percebendo que nós só somos realmente felizes ajudando a erguer, ou partilhando a felicidade com aqueles que amamos. Virar as costas a alguém que amamos, quer seja um amigo, ou um familiar, porque não nos apetece deprimir, é um acto egoísta, que não nos engrandece em nada. Diminui-nos e come-nos a consciência à noite.
É claro que tudo é compreensível, mas entre compreender e aceitar vai uma grande diferença...

Hang in there girl.
Ana C a 21 de Dezembro de 2011 às 22:08

Ana C, I know you get it! O que disseste tocou-me bem fundo, lacrimejei e tudo, vê là o meu estado... :)
Obrigada por teres sempre palavras para mim.
Um grande beijinho*
Silvina a 28 de Dezembro de 2011 às 19:31

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.