As rádios emitem em várias frequências. Estes episódios, contudo, situam-se numa frequência diferente, não uma de rádio, mas de radio. Como em Radioterapia. Episódios de um tratamento oncológico (à suivre)
Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011

À medida que os efeitos da radio se fazem sentir, desanimo um pouco mais. A radiação irrita-me o esófago, o que provoca dores e dificuldades a engolir e também refluxo acompanhado de vontade de vomitar. Eu só queria conseguir alarvar as iguarias natalícias e não ter que tomar comprimidos e controlar o vomito. Mas ao mesmo tempo penso no Natal passado, onde tive que beber batido de arroz doce e comer sopa toda passada porque não entrava cá mais nada. Lá está, podemos sempre estar pior. Não é que isso me traga um grande consolo, porque o universo continua a gozar à grande com a minha cara.

 

Ontem de manhã vi o Lambard, que me descobriu mais um gânglio no pescoço. Saí da consulta e fui abananada enfiar-me num bloco operatório para pôr um cateter. Correu tudo bem, mas passei o dia todo com vontade de chorar, com vontade de mandar tudo à merda e eclipsar-me deste meu modo de vida. Continuo assim, frágil e forte, em alternância nómada entre as minhas duas metades.


Silvina,

Tenho lido o seu blog e como já algumas pessoas disseram, é difícil encontrar as palavras certas para comentar.

Admiro-a profundamente, admiro a sua capacidade de enfrentar essa estúpida adversidade que lhe apareceu, admiro a lucidez com que analisa a situação que a rodeia. O seu post "Sobre cancro e amizades e solidão" devia ser publicado algures porque é um verdadeiro tratado sobre o ser humano.

Silvina, do fundo do coração, desejo-lhe um Feliz Natal!

Um beijinho,
Lurdes


Lurdes a 24 de Dezembro de 2011 às 13:51

Olá Lurdes, muito obrigada pelo teu comentário, que adorei ler, e pelos desejos de Feliz Natal!
Um beijinho* e votos de um BOM ANO NOVO!!!
Silvina a 28 de Dezembro de 2011 às 19:01



mais sobre mim
pesquisar
 
Últ. comentários
Como era linda, meu deus!
Em Janeiro de 2016, aos 53 anos, foi-me diagnostic...
To Blog parabens pela radio !
Desculpe mas percebeu mal: Tout va bien como uma e...
ainda bem que as coisas se resolveram e ela agora ...
Ja não. Tout va bien.