Querida Silvina com muita dor no coração li esse post, e onde encontrar palavras diante de tamanha coragem.
Mais uma vez faço um paralelo as minhas perdas...sinto me pequenina perto de vc e da sua força.

Alguma palavras em que encontrei "conforto" na despedida da minha filha Maria, uma bebe pequenina, que nem mesmo conheceu esse mundo, uma cardiopata, que por uma má formação no coração, não teve chances...

Em que se resume a vida?
Nos sonos tão fortemente sonhados?
Nos sonhos realizados?
Disso não sei.

Mas posso garantir..."tudo vale a pena se a alma não é pequena".

Estou aqui, estareis sempre por aqui, torcendo muito por vc, e quem sabe, assim como foi falado em outro comentário, tbm eu entrarei em uma avião e terei a alegria de te conhecer!

FORÇA, FORÇA!bjo grande
juliana a 16 de Janeiro de 2012 às 02:03

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.