Silvina, estou feliz, por tê-la de volta e tudo se ter passado bem.
Como avó que sou, a Silvina, mais uma vez, consegue desafiar os meus sentimentos mais profundos, e comover-me com a sua alma incomensurável.
Quero muito ser assim amada pelos meus netos... Na verdade, eu procuro ser para eles o que a sua abençoada avó(porque objecto do seu grande amor)foi para si.
Beijinho.
M.
M. a 23 de Janeiro de 2012 às 00:05

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.