Tenho seguido o blog e esta luta em silêncio. Muitas vezes não sei o que dizer e não me apetece ser mais uma apenas a desejar força. Então fico aqui de lágrima no olho à espera de mais um texto, de mais uma vitória, de mais um deslize. Fico aqui com o coração a latejar porque me tocam sempre testemunhos como o da Silvina.

Mas hoje comento, deixo escrito aquilo que me tem ficado cá dentro desde que comecei a seguir o blog, desde que li tudo o que estava para trás: é uma de muitas heroínas que luta pela vida como muita gente não sabe o que é lutar. E embora não a conhecendo penso em si com admiração. Como tenho todas as pessoas que passam por isso. Perdi um amigo para essa doença nojenta e não desejo perder mais ninguém. Vamos continuar a rosnar ao gajo!

Um beijinho e desculpe a atrapalhação do texto...
Ana a 4 de Fevereiro de 2012 às 20:33

Ana, obrigada pela visita e pelo teu comentário. Vamos rosnar juntas e um dia fazer voluntariado! ;)
Um beijinho*
Silvina a 7 de Fevereiro de 2012 às 01:13

Muito obrigada Silvina, muito obrigada por esta preciosa partilha.
Mariah a 5 de Fevereiro de 2012 às 01:08

De nada Mariah :)
Um beijinho*
Silvina a 7 de Fevereiro de 2012 às 01:14

Continua a contar a tua experiência. Todos aqueles que te lêem voltam porque querem saber.Posso não saber o que sentes, porque nunca estive desse lado, mas acredita que quero saber -e e se não tivéssemos a capacidade de empatia, não éramos bem humanos. E os potenciais empregadores, se tiverem, além de 2 dedos de testa, qualquer coisa a bater no peito também hão-de querer saber, e perceberão que o teu currículo com o cancro te deu uma preparação para lidar com as adversidades que nenhuma universidade ensina.
Eu a 5 de Fevereiro de 2012 às 12:47

Eu, espero que tenhas razão quanto aos potenciais empregadores... E obrigada por quereres saber, e por o demonstrares sempre que deixas um comentário aqui nos Episódios.
Um beijinho* e um abraço
:)
Silvina a 7 de Fevereiro de 2012 às 01:16