Eu também sinto muito a falta de uma crença, de uma fé qualquer que me ajude nos momentos em que a razão não chega. Mas mesmo aqueles que têm fé, vacilam em momentos tremendos, como os teus e não têm a tua capacidade de análise, de exteriorizares aquilo que sentes.
Tens um dom especial que liga a mão com que escreves, ao teu interior e isso, de alguma forma, deve ajudar-te a ordenares os teus anseios.
Tenho uma admiração estúpida por ti e adorei cada um dos posts que escreveste, desde que chegaste de Veneza.
Não consigo enviar-te um mail, pois quando carrego no link, o meu computador pré-histórico bloqueia. Achas que dá para me enviares um mail com o teu mail? :) Pedido cretino, eu sei, mas tenho o endereço lá no blog.
Ana C a 25 de Fevereiro de 2012 às 20:10

Obrigada Ana C., pelas palavras bonitas e lamechas sobre a minha pessoa ;) E também por me lembrares que mesmo aqueles cheios de certezas vacilam em momentos muito duros. Olha, ainda não respondi ao mail, é um dos meus defeitos, sou uma lerda a responder a mails e mesmo quando tenho tempo exerço a arte do procrastinanço e depois dà nisto... Sorry!
Um beijinho*
Silvina a 4 de Março de 2012 às 22:42

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.