É um regresso melancólico. Deve ser um peso tremendo, ter que voltar a encarar exames - nem imagino o medo que não deve dar. As saudades apertam quando estamos nos nossos contextos, naqueles lugares onde construímos as memórias - boas, mas dolorosas. Mas a viagem, essa, os 30 e tal graus, a evasão, a descoberta, já são teus. Se puderes, mergulha antes nessas recordações mais leves, para ir buscar forças para lidar com o regresso.

Um beijinho* Como sempre, torço por ti.
EU a 4 de Maio de 2012 às 23:01

O medo é mesmo horrível. Até tenho medo de pôr creme na cara e no pescoço, só de pensar que posso apalpar qualquer coisa estranha... Resultado: já não ponho creme há três dias...
Um beijinho*
Silvina a 6 de Maio de 2012 às 18:15